quinta-feira, janeiro 08, 2009

Carne fraca

Eu estava na galeria Lafayette quando tudo começou, quarta-feira de manhã cedo, poucas horas depois do que havia sido a madrugada mais fria de Paris em muitos anos. Menos quatorze graus, diziam os sites de metereologia, embora na rua eu não tenha visto nada pior que já desesperadores menos seis. Minha missão era fazer um ao vivo para o serviço Brasil da Rádio France Internacional sobre o primeiro dia da liquidação de inverno em Paris, um verdadeiro evento da cidade.
Missão cumprida, veio o jornal da tarde, para o qual eu precisava encontrar turistas brasileiros que estivessem aproveitando as promoções. É claro que não foi nada difícil. Mas nada mesmo, porque (olha aqui no Noblat) brasileiro gosta do turismo de shopping. Exigiu um pouco da minha cara de pau ficar espreitando as conversas das pessoas, mas isso não me falta quando estou vestida de jornalista. Conheci uma estudante gente fina e duas cunhadas que fazem aquele tipo consumistas profissionais. Tinham visitado as lojas um dia antes, pesquisado os preços, e estavam convencidas de que finalmente chegara o dia de se presentear com a tão sonhada bolsa Gucci. Ah, o nosso amigo consumismo.
Tentei esquivar as araras no caminho de volta para a rádio. Tentei evitar as placas que gritavam cinquenta por cento, mas enfim passei rapidinho só para mostrar para a minha mana que lindeza aquela marca no subsolo. Lá estavam elas, nos armários, empilhadas, espalhadas por todos os cantos, aquela profusão incrível de coisas... fofas. Não resisti, crianças.

4 comentários:

Vo Didi disse...

Essa liquidação é realmente insuperável... só estando dentro da muvuca pra sentir. ainda mais com dois geminhos maravilhosos de 1 ano a tiracolo.. saudades daí e de vocês em 2007. mas da confusão, não...
amanhã tem liquidação aqui tambem: no Ponto Frio...é quase igual à daí...

Felipe Campbell disse...

Caracas, vc ta trabalhando na radio frança tambem? Acho que o Guga faz uns free las pra eles em Madrid. E, gente, você tá chique demais. Que orgulho!!!!

Ano que vem você volta, ne?

Beijocas

Paola disse...

Eita, acho que a gente foi embora na hora certa... antes dos "menos seis" e da liquidação!!

Amiga, obrigada por tudo aí e desculpa nem ter conseguido nos despedir direito. Depois te conto a novela que foi sair dessa cidade linda...

(temos de devolver a manta, me manda seu endereço com cep e coisas assim?)

beijo grande nos boys!!

Anônimo disse...

ai, mas você ensinou tão bem ensinadinho que agora tem sido um problema. ainda bem que problemas assim não são exatamente ruins, né! beijão, sá.