sexta-feira, maio 22, 2009

Cinco lições que mudaram minha vida...

... de mãe

1. Suspender o leite – ou qualquer outra alimentação – durante a madrugada realmente acaba com as acordadas noturnas. 2. Em qualquer aeroporto do mundo (em tese), o carrinho de bebê pode ser despachado na porta do avião. 3. Usando o sábio conceito do D., quem está de fora não tem direito à fichinha azul do jogo Perfil. 4. Carregue sempre na bolsa brinquedinhos pequenos. Em caso de emergência, providencie M&Ms. 5. Confie no seu filho.

... em Paris

1. O sistema de ônibus é tão ou mais eficiente que o metrô. 2. Se alguém um dia te tratar mal, trate pior. 3. É muito mais caro, claro, mas o árabe é o melhor amigo da homem que perdeu o horário do supermercado. 4. Um cerveja na Bastille ou em Republique pode custar menos da metade do que em Saint Germain. 5. Quando o assunto é hospedagem, os amigos dos nossos amigos não são necessariamente nossos amigos.

... de estudante

1. Uma biblioteca com um bom acervo sobre seu tema de pesquisa é o lugar certo para você escrever. Não há segunda opção. 2. Orientador não é pai. 3. Pesquisar devagar antes é o segredo para escrever menos devagar depois. 4. Há obras que precisam ser lidas do começo ao fim e há obras que só merecem consultas rápidas. 5. Backup. Imprevistos acontecem. Mesmo.

11 comentários:

Mário Camera disse...

Carol! Encontrei o teu blog pelo do Noblat. É muito bom! Voltarei, sempre. E você também tem que voltar, mas pra rádio, com a papelada arrumada. Porque, vira e mexe, seu nome aparece na mesma frase: "E aquela estagiária, a Carolina? Ela era ótima". Ou, então, volta só pra uma café, mesmo.
Bj,
Mário

Felipe Campbell disse...

Vivendo e aprendendo. Seria capaz de elencar uma série de coisas aparentemente óbvias que também aprendi recentemente.

Mas vou estudar um pouquinho mais.

Beijocas

Yashá Gallazzi disse...

"1. Suspender o leite – ou qualquer outra alimentação – durante a madrugada realmente acaba com as acordadas noturnas."

Carol, por que essa técnica não está dando certo com o meu filhote?!! Estou desesperado! Não sei mais o que é uma noite de sono!!!

Eu e minha esposa tiramos as mamadas noturnas dele, mas ele continua acordando pontualmente às duas da manhã. Até aceita voltar a dormir com um pouco de carinho e colo, mas sempre acorda.

Socorro!!!

Gil Sampaio disse...

Oi Carol, não esqueço a carinha que minha filha ficou quando a resolvemos tirar o peito, ficávamos com o coração na mão, como pais de primeira viajem nos sentimos culpados e preocupados e pensamos se ela não se sentiria rejeitada e abandonada. Mas ela foi esquecendo o peito e aos poucos ficando cada vez mais feliz e acabaram as preocupações. Tudo de bom e obrigado pela interressante leitura.

Gigi disse...

Pra variar, adorei seu texto!
bjos

Gigi disse...

Ah, e as fotos tmb estão fofas! ;-)

Mari disse...

Carol, esse sorriso é um presente dele, né? Muuuito lindo! Bjao em todos!

chiris disse...

2. Se alguém um dia te tratar mal, trate pior.

o alexandre diz exatamente isso dos parisienses. aliás, essa é uma diferença básica entre eles e os portenhos: aqui, revidar mal trato é garantir mal trato em dobro, triplo, quádruplo. e simplesmente não existe isso de "o cliente tem sempre razão" - más bien todo lo contrario...

Michelly disse...

Oi Carol,
Leio seus textos no Noblat e venho aqui de vez em quando. Gostei muito do post das 5 coisas em Paris... ri bastante, especialmente no segundo ponto. rs. Aprendi aqui em Paris a tratar muito pior quem me trata mal, desaforo que antes eu levava para em casa no Brasil, aqui resolvo na hora! rs. É impressionante como os franceses perdem a pose rapidinho.
Parabéns pelo blog, é leve e inteligente!
Abraço,
Michelly

jana disse...

Estarei em Paris na próxima semana e, certamente, usarei muito sua dica "trat pior". RS.

Nilson disse...

Adorei as dicas e seu blog.