quinta-feira, maio 07, 2009

Revolução decadente

Efeitos da greve, fui pisar na Sorbonne ontem pela primeira vez no ano. Quase morro de depressão ao me deparar com os restos mortais do mais belo movimento estudantil do mundo. Faixas rotas, manifestantes cansados, pichações burras feitas com uma canetinha preta vagabunda sobre o mármore centenário.

Sinceramente, meus amigos. Nós somos todos uns grandessíssimos órfãos de uma geração de luta que não deixou frutos. Nós e a próxima geração também, o que é pior - sendo que estes não herdaram sequer nossas ilusões vazias. Vocês sabem por onde anda quem nos deu a idéia de uma nova consciência e juventude, não preciso nem falar nada.

Mas eu falei mesmo assim. Lá no Blog do Noblat.

6 comentários:

Cristina disse...

Puxa Carol, desse jeito quem não vai conseguir terminar a dissertação sou eu. Será que não dava pra parar um pouco de escrever textos tão legais? Pelo menos pelas próximas semanas... colabora, vai?! ;)
Beijos

Amanda disse...

Dessa vez eu sou obrigada a discordar. O que devemos fazer então? Assistirmos felizes Sarko acabar com as universidades publicas de qualidade? Pq eu não faço parte dos que podem pagar uma grand école. E na minha fac e na do meu namorado, duas diferentes, os professores repõem aula sim.

As canetas sempre foram vagabundas. São eles com armas e nos com pedras, lembra?

Helena Soares disse...

Olá Carol
Tem um selo pra ti lá no "Eu só vendo a vista"
Parabéns pelo blog!
Helena

Mariana disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Mariana disse...

A luta não é para ser bonita visualmente...é para ser coerente e eficiente. E como ja faz tempo que esta greve começou não é surpreendente que os proprios grevistas ja estejam meio cansados.
Ainda acredito que a França tem os atrativos que tem justamente porq os franceses não se calam diante de reformas absurdas como essa. mesmo qdo o que sobra é uma caneta cretina e uma faixa mal-pintada. e os ideais das proximas gerações so serão vazios se a nossa geração permitir.
bjus Carol!

alinef disse...

A luta é que a gente pode lutar... tem gente que pega em armas, tem gente que tece palavras, tem gente que arranja canetas baratas e tem gente que resiste com um mínimo gesto...
Nossa geração é vazia ou nos esvaziamos todos de humanidade?