terça-feira, novembro 02, 2010

Conforto, fofura e gentileza


A gente tem que admitir que tem seu lado bom ficar em um Ibis: não importa onde se vá, você sabe exatamente o que vai encontrar.

E eu acho isso a coisa mais sem graça do mundo. É exatamente o contrário de tudo o que procura alguém que busca uma viagem pra dentro toda vez que viaja por fora.

Desde a primeira vez que me hospedei em uma gite que não faço outra coisa. Gites são casas de família onde a gente pode alugar desde um quarto até uma estrutura mais ampla.

Ou melhor: gites são casas de família mortalmente charmosas, lindamente decoradas, no campo ou no centro das cidades que você quer visitar, onde a gente pode alugar desde um quarto até uma estrutura mais ampla.

Há as mais simples e há as fofíssimas, que nem sempre são baratas. Confesso que decidi pela Rosebud em Honfleur por causa… dos desenhos no site. Adivinha? Madame Barberi Le Cesne é ilustradora e faz gravuras em cobre!

Ficamos horas conversando sobre isso, sobre filhos e netos, sobre a macieira mais sábia que eu já conheci na vida, sobre o métier de anfitriã e sobre a Dilma.

É menos óbvio e mais difícil de encontrar que um Ibis. Como quase tudo de bom na vida.


8 comentários:

Aline disse...

Poxa, Carol, só vc mesmo pra encontrar esses lugares!! Mas realmente é um charme...

Caso me esqueçam disse...

me senti bem soh de olhar as fotos! Oo

Tamine disse...

que bacana isso. nunca tinha ouvido falar. o turismo de vez em quando vem com umas solucoes inteligentes.

Marcus disse...

Nossa, alegria só de ver as fotos..

Anônimo disse...

Já sentiu uma inveja boa?? pois tô sentindo isso agora....vcs já viajaram por todaaaaaaa a Europa..locais lindos e fantásticos.. mas até os 30 eu faço esse tour..rs parabénssss lindo local...e sem falar q foi a dois, hein? uiiiii.... tipo segunda lua- de- mel..rs Saudadess....

Agatha Lima

Mariana Neves disse...

Adorei as dicas. Bjs

Mari Ceratti disse...

Eu também já fiquei em uma gîte! Foi em Langeais, no Loire, uma cidade minúscula e muuuuuuito fofa! Vou até colocar o site do projeto para outras pessoas se animarem. :o)
www.gites-de-france.com

leleca disse...

Uau, que lugar lindo!

Eu fiquei em casas de família quando fui a Cuba. Fiquei em várias, em várias cidades. Tenho certeza absoluta que foi muito mais bacana que ficar em hotel. Por toda a decoração, por todo o cuidado, por todas as conversas e até por descobrir como se faz patê de presunto em casa, hehehe. Ficar 2 dias sem sair por causa de um furacão foi até divertido.

Não sabia que isso existia na França! ;)