terça-feira, novembro 30, 2010

É que crescer doi


Daí minha amiga teve a brilhante ideia de publicar uma foto da nossa adolescência no facebook.

Ok, já passou muito tempo e quem ainda não tivesse superado, que superasse – mas sempre me dá um frio na barriga nessas horas. Porque adolescer foi foda.

Lá estava eu. Piscando (é um traço familiar aparecer piscando nas fotos), com toda minha rechonchudisse posta em evidência no primeiro plano.

Se eu tivesse visto essa foto na época em que ela foi tirada, eu certamente teria agradecido aos céus por ainda não terem inventado o facebook. Mas hoje, graças ao tempo que passa, eu amei essa foto.

Porque eu adorava aquela blusa. Eu me sentia a própria Julieta com ela. Eu achava a vida engraçada, eu tinha os melhores amigos do mundo e uma amiga querida que eu amava – e que eu ainda tenho, e que a gente ainda se ama.

E, tá, eu sofria por ser gorda e não ter namorado, mas no fundo tudo bem. Porque it gets better, e eu acho que eu já devia adivinhar isso.

Quando esse vídeo me fez chorar, eu vi que ele me fazia pensar nessa foto de quando eu me escondia debaixo de alguns quilos a mais e da minha blusa de Julieta.


Eu era linda. Eu e todas as minhas amigas de mini-saia e sem escova definitiva, que deviam sofrer também, sabe-se lá por que outros motivos. Que, ainda bem, também passam.

10 comentários:

Amanda disse...

Como assim, Carol, gorda? Onde isso? Quando eu era adolescente meu complexo era ser magra demais. E hoje acho que eu nem era. As pessoas que sempre faziam questao de me lembrar isso.

Mariana disse...

Nossa Carol, esses teu kilos a mais eram bem, bem discretos! Mesmo de blusinha larga e branca, e em primeiro plano, pra gordinha tu não servias mesmo!!! mas adolescência é assim mesmo né? Aceitar-se é um processo que esta apenas começando quando a gente adolesce! é isso ae: ainda bem q passa!
bjus!

Anônimo disse...

Você era e é linda.

Rudolfo Lago disse...

Carolzinha,
Em fevereiro eu a Giselle vamos estar de férias em Paris. Adoraria ver vocês, sairmos para almoçar ou jantar. Entre em contato comigo no e-mail lago.rudolfo@hotmail.com
Beijo,
Rudolfo

Mariana Neves disse...

Carol, pode ter certeza que as melhores coisas da vida são os amigos. Crescer dói muito e ser adulta dói mais ainda, viver sozinha em uma outra cidade dá um vazio que às vezes não aguentamos, mas o bom é que sabemos que temos estes amigos de infância que sempre estarão ao nosso lado. Bj grande,

Mariana Neves disse...

Carol, pode ter certeza que as melhores coisas da vida são os amigos. Crescer dói muito e ser adulta dói mais ainda, viver sozinha em uma outra cidade dá um vazio que às vezes não aguentamos, mas o bom é que sabemos que temos estes amigos de infância que sempre estarão ao nosso lado. Bj grande,

Anônimo disse...

Caramba Carol! De onde vocês desenterraram esta foto?
Deu saudade desse tempo de marista e escalada...
Beijo,

Vívian

Leandro Fortes disse...

Só não entendi uma coisa: que diabo de bebida azul era essa? Curaçao Blue?

Leandro Fortes disse...

Só não entendi uma coisa: que diabo de bebida azul era essa? Curaçao Blue?

Titina disse...

Nossa, na adolescência me achava tudo isso que vc falou; gorda e sem namorado. Hoje, vendo minhas fotos reparo que nem era gorda e que também era linda. Como é difícil adolescer.