quinta-feira, outubro 13, 2011

De homens e de livros


Eles podiam estar roubando. Eles podiam estar dormindo. Eles podiam estar comprando. Jogando video-game. Namorando. Perdendo tempo na frente do computador. Eles podiam estar enchendo a cara. Eles podiam estar pendurados no telefone. Podiam estar vendo alguma porcaria muito ruim na televisão. Mas não.


Toda vez que eu entro numa biblioteca em Paris, eu renovo a minha esperança na humanidade. Qualquer que seja o dia da semana, o horário ou a biblioteca, há sempre centenas de pessoas lendo.


Daí ontem eu me deparei com isso e lembrei do quadro do : Madalena, você não quer que eu volte!

7 comentários:

Mariana disse...

E as seções 'jeunesse' das bibliotecas publicas??? Com pequenas cadeiras, pequenas mesas e pequenos leitores??? Definitivamente Madalena, você não quer que eu volte!
:°)

Anônimo disse...

mas a Sabrina quer! será se serve?! ;-)

Anônimo disse...

Oi

Tenho visitado seu blog esporadicamente nos últimos dois anos, mas agora anseio por cada post.
Estou me preparando para ir a Paris com dois pequenos lindos, para uma vida dura, de estudos, durante seis meses. Chegamos no alto inverno, em 30 de dezembro. Alguma dica para sobreviver sem tanto atropelo? Um pediatra, por exemplo? Seria divino!
Li num post antigo que tem umas dicas na manga para os amigos que vão a Paris e recorrem a você. Será que vc me manda? anavaleska_amaral@hotmail.com

Quanto ao post, lembro de umas ´ferias que passamos em Jeri. Ficava boba como aqueles franceses da nossa pousada mergulhavam nos livros. O mundo parecia simplesmente deixar de existir.
um beijo. Ana Valeska

Anônimo disse...

VELHA!
Com este link, francamente.....
(claro que eu o copiei, mas isso são outros 500...)

Tati_M disse...

Ai Madalena, a Sa, a Dé, a Ju, o tio Marcio, a sua mamy com certeza querem, mas eu não quero que vc volte não!
:-(

Anônimo disse...

Tenho a esperança que as semente plantadas nesses anos aqui em Paris com tantos "guinhóis", leituras nas bibliotecas e espetáculos, germinem e dêm frutos na nossa volta ao Brasil! O trabalho realmente será árduo....beijos. Emiliana

Carol Nogueira disse...

Queridos todos, brigada pelo carinho, é muito fofa a paciência de vocês com essa minha eterna despedida. Ana Valeska, se quiser, me manda um email, a gente troca umas figurinhas. O endereço fica ali na minha foto. Beijos pra todos!