quarta-feira, fevereiro 13, 2008

Je vous salut, Marie

É claro que eu recorro a Deus, Maria e a todo o misticismo que me cabe. Desde que se esgotaram os conselhos dos livros, parentes e amigos que estou simplesmente a espera de um milagre. Acontece que quando faço minhas promessas, acabo sendo um bocado precisa – e exigente. Pedi para conseguir desmamar os meninos sem muito choro e que, ao final de uma semana, os dois estivessem dormindo a noite toda, plácida e tranqüilamente. Não deu certo, óbvio. Acho que Deus não gosta de tantas cláusulas. Passei lá para agradecer de qualquer jeito – já que o Pedro, finalmente, aprendeu a dormir deitado no bercinho dele. Merci, muchas gracias, brigada, thank you. Mas sinceramente acho que Você ainda pode fazer melhor.

7 comentários:

Anônimo disse...

Marie atende, mana. é só a gente dar tempo ao tempo que tuuuudo se resolve. :) beijão. saudade!!! sá.

Solange disse...

Vai ver que o que me faltou foi fazer promessa. Porque *até hoje*, treze anos passados, eu *ainda* tenho que botar a *pequerrucha* na cama. E ficar deitadinha com ela um bom tempo. Às vezes até ela dormir! :P

Dante Accioly disse...

Quando eu era bebê, meu pai era obrigado a me carregar nos braços durante a noite inteira. Se não fosse assim, eu simplesmente não dormia. Devia ser uma merda para ele acordar toda noite para mimar o filhote aqui. As costas dele deviam doer para caramba antes de eu começar dormir. Mas o curioso é que, hoje em dia, ele lembra com certa nostalgia dessas baladas madrugais. Tenho até a impressão de que ele gostava daquela penitência. Imagino você daqui a dez anos dizendo ao Pepê: "Hummmmm... Era tão bom quando eu botava você para dormir na minha cama!"

:)

Beijo, cumade.

Kia disse...

Espere só quando eles na calada da noite sairem sozinhos de seus bercinhos para se aconchegarem na cama dos pais. Por muito tempo dividi a cama com meus 3 pois o cansaço me vencia neste tour de quartos.Uma sugestão é vcs irem para o quarto deles quando eles forem para o de vcs.
Beijos

Anônimo disse...

Mas esse Pepê tá ficando mocinho, heim?!
Daqui a pouco a mamãe não vai conseguir dormir enquanto ele não voltar da balada!
bjim meu amor!
Ju

Felipe Campbell disse...

Pode ter certeza que tudo passará muito rápido e a presença deles na sua vida será cada vez mais intensa, mas menos desgastante ao longo dos meses. Pelo que conheço de pessoas que têm ou tiveram nenêns nos últimos anos, mais ou menos depois dois dois anos tudo começa a se ajeitar. E é bom que você tá longe aí mesmo, quando voltar para cá, eles devem ter uns 3 anos e quatro meses, aí você já volta sem desculpa de chororô e com o sono mais ou menos em dia para gente poder ir pra algum samba ou comer sanduíche light na grelha Tabajara da minha humilde residência-made-by-Nogueira-3.

Beijocas, lindona!!!

Carol Nogueira disse...

Genteeeee! Brigada pela força! Se vocês quiserem também dar o melhor de vocês pela causa, venham passar uma soirée na animada companhia dos dois fofinhos, enquanto eu curto uma animada noite de sono com meu amado travesseiro. Beijão!