segunda-feira, maio 18, 2009

Holograma

Olhando assim, nunca escrevi tanto como hoje. Nunca li tantos livros, nunca experimentei tantas revistas, tantos jornais diferentes. Nunca ouvi tanta música. Nunca conheci tantos lugares, tanta gente nem tanta coisa nova. Nunca conversei em tantos idiomas. Nunca meus e-mails foram tão parecidos com cartas. Nunca tive tantas perguntas. Nunca falei tanto de mim, nunca cheguei tão perto dos meus filhos, nunca pensei tanto sobre meus pais. Nunca passei tanto tempo diante de uma página em branco, às vezes conseguindo preenchê-la, às vezes não.

Olhando assim, nunca trabalhei tão pouco como agora. Nunca passei tanto tempo sem olhar saldo de banco, por pura falta de novidades. Nunca minha agenda foi tão flexível, nunca andei tão devagar na rua, nunca tive tão poucos compromissos inadiáveis. Nunca comprei tão pouco, nunca passei tanto tempo sem cortar o cabelo. Nunca estive tão por fora.

Se você olhar assim, é quase nada. E se olhar assim, é tudo.

13 comentários:

déborah disse...

olhando assim, você nunca escreveu tão bem quanto agora

Anônimo disse...

Fofa! O importante é viver feliz e olhar sempre o lado bom de tudo!
T amo!
Ju

Aline disse...

Vc está melhor do que nunca!

Paola disse...

É tudo, amiga. Sou pura inveja. beijos.

Amanda disse...

Com certeza é bem melhor assim do que ao contrario! So que pouca gente enxerga isso.

Felipe Campbell disse...

Se eu tivesse condição de ficar assim, acharia o bicho tambem. Nao tem nada melhor do que se dedicar a você exclusivamente (e familia) em vez de ficar preocupado em fazer MBA, concurso, em roubar o lugar do chefe, etc.

beijocas

Marco disse...

...

Luana disse...

Mulher,

que blog bom é esse, hein? Sou Luana, moro em Natal e cheguei aqui pelo blog do noblat. Seus textos são deliciosos. No momento, estou viciada (e olha que não navego por coisa pouca não, viu?)

Boa sorte por aí.
Luana.

Anônimo disse...

Essa é a mulher que conheço, con tinue assim porque as ideias brotarão, bjs

cibelle disse...

E bom pensar que dá para viver de outro modo, descobrir o mundo, explorar a si mesmo, sem ter que cumprir deadlines ou esperar por um reconhecido alheio que raramente vem. Aproveite esse olhar positivo, isso é felicidade!

Leandro Wirz disse...

Vc tem razão: é tudo. Texto primoroso, tocante. Beijo e te espero no mar.

Bella Soares disse...

E eu nunca achei coisas tão lindas em você como agora. E que esse tempo de sempre nunca acabe. Nós, do mundo de cá, amamos esse seu nunca. Beijos melados na bochecha como nunca dados em você.

lucila disse...

Minha Carolzinha,
eu me identifiquei total com seu post.Fiquei morrendo de saudades de voces e da vida que tinha em Paris.Olhando assim, nunca pensei que a vida me daria amigos tao queridos.
Amo voces e sinto falta de estar pertinho.
um beijo gigante (como voce diz)
Lucila