quarta-feira, abril 28, 2010

I draw you

Começou como treino, passou a diversão e agora é vício. Não consigo mais entrar num metrô sem desenhar compulsivamente as pessoas.

O mais discretamente possível, com minha elaborada técnica de manter o caderno meio fechado, copio do meu jeito os narizes compridos ou chatos, olhos redondos ou puxados, bochechas profundas ou saltadas.

A pessoa desenhada quase nunca nota. Como minha escolha de personagem se baseia na estabilidade na posição, normalmente eles estão concentrados lendo, escrevendo ou dormindo.

Tão bom quanto desenhar é voltar para casa com uma coleção das pessoas do dia. Adoro anônimos, revejo meus passageiros e imagino para eles família, profissão e angústia mais profunda.

Foi o Corentin que me falou deste site, com um compêndio de primeira linha do trabalho dos desenhistas do metrô de Paris. Acho incrível a diferença de traços, de estilos, de pontos de vista.

O que reforça a maior lição que eu aprendi com o desenho: não há um desenhista maior que o outro. Há capacidades e, sobretudo, universos diferentes.

Por melhor que seja a capacidade de um artista, ele não é capaz de traduzir o universo alheio. Cabe a cada um de nós - missão única e instransferível - traduzir da melhor forma possível nosso próprio mundo. E que essa seja a motivação da labuta diária de aprender, melhorar, aperfeiçoar - para que cada universo particular seja representado em toda a sua beleza.

No metrô e no desenho como no budismo e na vida, que a felicidade seja (literalmente) o caminho.

13 comentários:

ricardo disse...

para isso carrego sempre meu moleskine...bj

Anna Lubinski disse...

cool que tu t'y sois mise!
fais attention on deviens vite accro
;)

déborah disse...

você me orgulha!

Felipe disse...

Putz, isso é legal demais. Você está cada vez mais artística. Os traços tão ficando bonitos e bem expressivos.

Anônimo disse...

continue assim; gostei muito!

Renato disse...

Dá até pra ganhar uns trocos lá no Beirute.

Anônimo disse...

hahahahahh, achei a maior graça esse seu costume de desenho anônimo!
Veronica

Tânia regina Contreiras disse...

De tanto ler seus posts enviados por um amigo, eis que estou aqui, lendo in loco! rsrs Só não achei como segui-la...mas vamos lá, varei as visitas sempre.
Abraços,

Mirelle Siqueira disse...

Oi Carol. Tenho gostado tanto dos seus posts que recebi um selinho esses dias e para passa-lo adiante, indiquei o seu blog para recebe-lo tb. Esta la no meu blog. Alias, aproveito para te convidar a conhecer: www.13anosdepois.blogspot.com

Beijos

Anônimo disse...

Carol,vc eh uma artista completa..Maravilhosos os desenhos. Continue e pinte varios quadros. Um eu quero comprar. Essa sensibilidade para querer entender o ser humano eh muito singular da sua personalidade.
Parabens!!Bjs nos fofos.Tia Geleia

Aline disse...

Mulher de mil talentos, você!!! Puxa, toda vez que eu ando de ônibus fico imaginando a vida dos viajantes... mas eu não sei desenhar né...Bjos!!!

Inês disse...

GENIAL!
Não consegui abrir o link, não sei porque, mas ou fã desse tipo de desenho. Um abraço pra vc, e interessante seu blog!

Princess Deluxxe disse...

vc é mesmo uma fantástica!
=)