sexta-feira, setembro 17, 2010

Eu coração bonbon

Pra começar que em francês é que nem no Recife: bonbon é balinha.

E esse bonbon de goma, também conhecido como haribo, ocupa no coração dos franceses o espaço que o mini-chicletis ocupa no nosso: passagem direta para a infância.

Como boa brasileira, eu odiava bonbon quando vim morar aqui. Só que quatro anos é muito tempo, né?, a gente muda, tal. E hoje eu adoro bonbon. Principalmente esse aí da foto, o dragibus.

Como se sabe, quem ama lê embalagens. E qual não foi minha surpresa ao descobrir que a base da dragibus é nada mais nada menos que a brasilianésima cera de carnaúba.

Mal sabem eles - mas não fosse pela multi-utilitária carnaúba, vinda diretamente do nosso semi-árido, os franceses não teriam o gostinho de infância deles.

Quando a gente fala que o Brasil está conquistando o mundo...

Que o digam o Le Monde e a Inrockuptibles dessa semana.

5 comentários:

Claudia disse...

hummmmmm....
vc e Eric têm mais uma coisa em comum ;-D

eu confesso que ainda não me acostumo, nem com meus quase 12 anos de França... Os de réglisse então : berck...

mas é assim: gosto não se descute e viva a carnauba!!!

Mariana disse...

eu sou mais os ursinhos!!! mas eles chamam tudo de haribo??? achei que Haribo era so uma das marcas... que alias, é alemã!

Amanda disse...

Eu adoro aquele trapeziozinho rosa, que desmancha na boca, hummmmm! Açucar puro.

Viajante disse...

hummm que delícia esses "bonbons". estou adorando esse blog! um beijo

Natália Ribeiro disse...

Sem querer estragar o seu post e sua super descoberta, oq é bem interessante.
Cera de Carnaúba nos trens do Rio de Janeiro servem para caspa, gonorréia, piolho, pano branco e outras doenças bizarras! hehehe

beijos