terça-feira, maio 31, 2011

A banda mais polêmica do planeta



Me assusta a polêmica em torno da banda mais bonita da cidade - ou me assustava, demorei tanto para escrever que o assunto já quase datou.

Porque tem os que gostam do clipe. E tem os que odeiam, detestam, querem vomitar, peloamordedeusnãoretuitaessamerda e afins. Quanto ódio no coração, não?

Oquei, a música é uó. A letra não faz sentido, meu. As rimas são tristes. Mas até aí... haverá sempre Chão de Giz como paradigma do hermetismo nas letras na música brasileira. Inútil competir (pois existe um grão-vizir).

Daí tem os que reclamam da repetição. Vai, Cajuína também tem oito versos e tem por aí sonetos perfeitos que não chegam nem perto. Aliás, fosse questão de repetir só que a matéria vida era tão fina a música podia ser repetitiva e tudo que não seria ruim.

Mas a maior parte dos anti-BMBC nem querem saber - o negócio deles é com a alegria da banda. Aquela coisa vamos cantar todos juntos. Encontro de casal, como eu li e rolei de rir.

Na boa? Se eles fossem encontro de casal mesmo ninguém estava nem ligando. O foda é que eles são encontro de casal com uma voz bonita, uma franja da moda, uns óculos de aro grosso, uma barba por fazer e uma camisa de botão de menino bonzinho que deixa o cidadão que canta a cara desse sujeito que você vê quando olha no espelho. E essa galera toda ali, dando pinta de feliz e de amigo - e ainda por cima bombando no youtube. Não pode!

Ajuda seguir a regrinha gente que, da Juliana Cunha. Como diriam os pernambucanos, se você não encontrar nenhum desafeto seu que se esconda atrás da sua cólera pela banda, eu xóxe.

12 comentários:

Yashá Gallazzi disse...

O engraçado é que esse ódio contra a música e sua "simploriedade" é propagado, principalmente, pelos "intelectuais" que se orgulham de idolatrar coisas como "Faroeste caboclo"...

Carol Nogueira disse...

Ah, vai, Yashá, Faroeste Caboclo é tudo de bom! É generacional! Olha aí você fazendo gente que também! :o)

manu disse...

Não gosto da música, nem do clip. O Beirut já fez, as Casa Bahia também. Mas não é isso, já dizia chacrinha já revisitando Lavosier - No mundo nada se cria, tudo se copia. Mas respeito quem gosta. Mas juro que não lembrei de nenhum dos meus desafetos naquele filme. Sinceramente, os danados dos desafetos são mais interessantes.

Renato disse...

Essa banda e essa música são o popular tiro no cu.

Aline disse...

Pois Carol, finalmente alguém levantou a voz (um blog?) pra falar alguma coisa que faça sentido. Eu gostei da música e foi bem porque eu gostei da alegria do pessoal (pollyannar faz parte de mim). Eu acho que às vezes a gente tem de viajar mesmo nos sonhos, nas músicas bobas, nas alegrias estranhas. A realidade é um fato, mas a gente não precisa ser chato e realista o tempo inteiro porque cansa. Aliás, aconselho a leitura do seguinte texto pros que falam demais: http://revistaepoca.globo.com/Revista/Epoca/0,,EMI94063-15230,00-POR+QUE+AS+PESSOAS+FALAM+TANTO.html

RC disse...

Por mais que eu tente, tente, tente, tente, só consigo pensar numa coisa a respeito desse fenômeno: a música é ruim pacas!

Leandro Wirz disse...

O clipe em plano continuo é bem feitinho e coisa e tal, tem uma certo astral. Mas a música é chatíssima, grudenta, insuportável. Pior que isso só Restart ou Ivete.
Pronto, falei.
Aquela parada da "penteadeira" é o uó. Catou no dicionário de rimas.
Afora isso, muito barulho por uma bandinha inócua. Felizmente, vai passar.

José Fernando disse...

Vi o clip no Fantástico.(sem patrulha, por favor)
A BMBDC é a melhor das bandas ruins.
Reza é a pior das baladas boas.
O resultado é quase nada.
Mas é gostoso.

Viviane Fecher disse...

Melhor mesmo é a versão da turma do Chaves!!! Essa é a melhor. A original é gostosinha e tá valendo (quer dizer: valeu!)
bjk

Amanda disse...

Achei chatiiiiiinha demais da conta

Yashá Gallazzi disse...

Carol, o problema de criticar Faroeste Caboclo como música é que... bem... aquela baguaça nem música é!!!

O mesmo sujeito que "até a morte trabalhava, mas o dinheiro não dava pra ele se alimentar" é aquele que "ia pra zona da cidade, gastar todo seu dinheiro de rapaz trabalhador".

WTF?!?!?!?!

;)

Carol Nogueira disse...

Pois eu gosto tanto de Legião que acho que uma das coisas que mais curto na BMBC é a renatorussada que o cantor dá numa determinada altura do carnaval. :o)