terça-feira, abril 07, 2009

King kong de aniversário

Eu já sabia que era um mico. Mas minha convicção só começou a ser completa quando, ao dobrar a esquina, eu me deparei com aquela que, entre todas no mundo, era a pessoa que eu menos queria encontrar naquele estado – de vestido de festa, maquiada, com um sapato baixo que não combinava com a roupa, na mão um bolo embalado num pano xadrezinho e nas costas uma mochila dessas de viagem, gigantesca e pesada, o que é pior. Foi nesse estado eu dei de cara com a fofoqueira do meu prédio. Aquela que pergunta da vida de todo mundo e que, para completar, é um amor de pessoa e já me deu um carrinho de bebês, um patinete e quilos de livros de crianças – o que faz com que eu não me sinta no direito de simplesmente fingir que não a vi. Ela poderia ter feito isso, mas é claro que ela preferiu não me poupar.

Com a pior entonação possível, ela me perguntou algo como whathehell significava aquilo. Rindo da minha própria miséria, respondi que, bom, estou indo para a minha própria festa de aniversário. Do outro lado da cidade. É que os meus amigos vão tocar lá, num bar bem legal. E, hã, a festa inteira está aqui dentro da mochila. Sim, comida: sanduíches, duas tortas salgadas, e aqui na mão, ó, é meu bolo de aniversário. Vou, eu vou pegar o metrô. Qual linha?, hm, quais linhas você quer dizer. Eu vou para Montmartre. Dito isso eu quase precisei apanhar o queixo dela no chão.

Como eu ia dizendo, eu já sabia que era um mico, e aí eu tive certeza. Mas certeza absoluta, mas absoluta mesmo eu só tive ontem, quando contei para o meu pai o ocorrido. E ele, sem dó nem piedade, gargalhou solenemente por cinco minutos.

8 comentários:

Anônimo disse...

ai... faz um bolo desse pra mim semana que vem, faz? eu tô morrendo de saudade dos seus bolos de chocolate!!! beijão, sá!!!

Arthur Saraiva disse...

Não ligue, Carol. Afinal, como já disse Erlon Chaves, a cafonice é coisa nossa ;)
Beijo!

Anônimo disse...

mas eu achei isso tão bonito... e imaginei seu pai, daqui, gargalhar com esse causo. ainda bem que há pessoas que comemoram, e que têm amigos, e que têm mochilas grandes para guardar amor em forma de comidinhas. mais um beijo meu de aniversário guardado aí nessa super mochila. bella

Renato disse...

Queria muito participar da micagem.
Um abraço bem apertado e um beijo cheio de saudade.
P.S.: O cabeção é um mané!

Mariana disse...

Parabéns Carol!!
Que king kong de nada!!!
Que graça teria a vida se não fosse essas historias engraçadas para contar???
Feliz aniversario e lindo o teu bolo!!!
bjus!

Ariadne disse...

Ei, feliz aniversário! Atrasado tb vale, né!
Leio sempre seus textos no Le Croissant e adoro! Descobri no blog do Noblat...
Bjs
Ariadne
A propósito, quando é que vc volta pra nossa TV Câmara? Faz falta, viu!

Gigi disse...

Hahaha, que legal! Pense pelo lado bom, por isso seu aniversário deve ter sido inesquecível, hehehe.
Parabéns!!!

Felipe Campbell disse...

Parabéns, de novo, criatura fofa!!!