segunda-feira, agosto 10, 2009

Papo calcinha

Cueca. Fio dental. Cueca. Fio dental. Cueca. Nossa. Fio dental.

As mocinhas brasileiras que moram em Paris sabem do que eu estou falando. A frustração de se entrar numa loja de lingerie, encontrar um milhão de calcinhas fofas, revirar os cabides atrás de uma, uminha só, uma única calcinha em forma de triângulo, tanga como a gente chama no Brasil, e não encontrar nada. Zero. Rien du tout.

Suas calcinhas fazendo buracos no armário, desbeiçadas, você até tenta se encuecar. Ou se enfiodentar. Mas não dá. Ou dá. Mas isso não vem ao caso. Vem ao caso que você quer uma tanga, é pedir demais? Alguém pode por favor te salvar do mico de pedir pras visitas do Brasil trazerem calcinhas de presente? O mico de te fazer revelar preferências, cores, tamanhos, formatos - é pedir demais?

Pois pronto. Mesmo sabendo que esse assunto deve interessar em média 15,2% do leitorado deste blog, mesmo não recebendo um centavo pela propaganda, me sinto obrigada a passar a informação pra frente. Porque só quem passou mais de um ano sem comprar calcinhas sabe a emoção de se encontrar na loja o modelito sem costuras, igualzim igualzim chez nous, que ainda por cima se chama brésilienne. Moça, quero cinco.

Place de l'Odéon, meninas. A loja se chama Women's Secret, a compra online é por aqui. O preço é outro assunto. Mas também péra lá, né? Não se pode ter tudo.

18 comentários:

disse...

Hehe... pelo visto não sou a unica a ter esse problema! Todo ano, quando vou ao Brasil, uma das minhas prioridades é comprar calcinha pq fio-dental e calçolão de vo' não da', né?

Amanda disse...

Como assim esse assunto deve interessar a pouca gente?! Isso é utilidade publica!

Acho que todas as brasileiras no exterior ja passaram por isso. No inicio a gente até ri quando encontra essas calçolas pra vender, mas depois de alguns meses a irritação começa a tomar conta.

Agora eu não preciso de calcinhas, minha mãe veio e trouxe muitas! Mãe não é visita, né? Dai da pra pedir. Alias, nem peço, ela que traz.

Mariana disse...

hahhaha! Faço eco para os comentarios anteriores! Sempre que vou ao Brasil compro vaarias, assim, nem me preocupo com isso aqui... porque é irritante isso, vamos combinar...
sem falar que, para além das calcinhas, me irrito muito com a falta de tamanhos maiores de roupas, principalmente calças, em lojas como a H&M por exemplo... um saco isso!

Ana Chalub disse...

menina, eu adoro fazer compritchas quando viajo. e sempre entro em loja de lingerie - afinal, sou uma viciada em meias de todos os tamanhos, cores e desenhos. mas se tem uma coisa que nunca consegui comprar foi calcinha. realmente, vocês, que moram fora, devem sofrer. quando eu for te visitar, amiga, pode pedir que eu levo pra você! besos

Felipe Martins disse...

(sono)

Gigi disse...

Ai, Carol, aqui nos states é o mesmo mico! Tanto que TODA visita ao Brasil tem que incluir uma ida à Renner para trazer umas boas duas dezenas...
Até que de vez em quando eu acho na Victoria Secret uma ou outra quase-nem-tanto-assim-cueca, agora aquele fiozinho não tem como encarar, hahaha.
E não se preocupe com a parcialidade do posto pois estou certa de que as 15,2% mocinhas brasileiras que moram por aí vão te agradecer por compartilhar o achado.
bjos

Caso não saibam disse...

me avisaram trinta vezes. biquinis e calcinhas do jeito que você gosta, soh no brasil. ai trouxe duas malas, uma de feijão preto, outra de calcinhas.

Marilena disse...

Ainda estou com problemas aqui no Canadá. Ja estou aderindo à cueca porque o fio dental eu não consigo. E logo logo vou aderir às visitas, né?

Juliana disse...

Ai, Carolina, obrigada!

Eu quase não passo por aqui - o que é uma pena -, mas passei no momento certo. Estou aliviada so de saber que elas existem.

Um abraço pra vc
(e boa sorte com a dissertação, eu também amo a Lygia).

Anônimo disse...

ai, alguém me entende nesse mundo! notícia de utilidade pública: chega de pedir calcinha para a mãe pelo correio, hehehe!

Ju Costa disse...

ahahah , aqui na Nova Zelandia e o mesmo pesadelo na hora de comprar calcinha... alem do fio dental P ser grande p mim, que eu odeio... aproveitei a minha ida ao Brasil e me esbaldei na secao de lingerie
bJUs

Bailarina disse...

Carol,

Quando fui pra Barça minhas malas se extraviaram e eu tive que comprar umas coisinhas aí nessa loja! rs Mas, pro meu azar, essa coleção aí ainda não existia! Até hj dou risada dos modelinhos que eu comprei que dão inveja a qualquer vovó!Que bom que eles atualizaram!

Anônimo disse...

Mal escrito, mal apurado, mal observado. Há sim em Paris — e não só na Ópera — calcinhas tipo tanga a venda. Naturalmente, as calcinhas, em sua maioria em Paris e na França, são para as francesas que tem uma morfologia bem diferente das brasileiras. Uma francesa que vai ao Brasil encontra ainda menos calcinhas que lhe caem bem. Uma japonesa dá igual nos EUA. E o exemplo se multiplica. Por que tanto espanto? Se nem nestes assuntos você está enfronhada, ou tem preguiça de pensar, para que então serve seu blog?

Carol Nogueira disse...

Anônima, é place de l'Odéon que eu falei, né Opéra não. E meu blog serve pra um montão de gente que gosta dele. Quem não gosta não é obrigado a visitá-lo, não. Viu? Beijo.

Joana disse...

Valeu pela dica.
Vou dar uma passada por la!

Neide disse...

Q bom q vc descobriu uma lj de calcinhas! vou correndo la! beijos!

salvatore disse...

rarararara..amei seu blog! uma franco/brasileira que vive aqui em
salvador que me indicou..muito bom!!! to fazendo frances, penso em ir
morar por ai, quem sabe _o teclado eh argentino, favor nao ligar..ah,
vc me entende...
qnd eu morava na italia, eu pedia, sim, pro povo me trazer...fio
dental!!! mas calma, nao este tipo que vc trata no post, mas o que vai
a boca mesmo *tudo bem, existem os fetichistas por lingerie, mas nao
eh o caso;...o fio dental italiano eh muito ruim!!! acho que eh pq os
italianos nao tao nem ai pra a saude bucal msm, entao pra eles tanto
faz como tnt fez, e quem se dana sao os estrangeiros..mas, sim, eu
pedi fio dental para as visitas!!! so nao pedia manteiga brasileira,
salgadinha, pq nao daria pra trazer e tb pq descobri as dinamarquesas,
que tem um ligeeeiro gostinho...enfim, papo pra outro
comment...parabens pelo blog, forca ai!!! salvatore

SilvanaQuintanilha disse...

Oi Carol, descobri seu blog dias atras. Adorei a dica e vou dar uma passada nesta loja.
Moro em Paris e a cada ida ao Brasil sempre compro varias, risos...agora poderah ser diferente :)))
Um abraço.