terça-feira, setembro 13, 2011

Ich velib' dich



Muito prazer, meu nome é Criada Com Vó. E meu sobrenome é Em Apartamento.

Morro de medo de andar de bicicleta. Penso que vou morrer a cada esquina. Então não me venha com essa desculpa. Eu também tenho medo. E vou.

Resolvi admitir isso quando vi que não estava sozinha: quase todos os amigos que eu convido para andar de velib', acabam alegando a mesma coisa. Ou que estão destreinados, que é difícil alugar, que estão com preguiça.

Pois vou logo avisando: vir a Paris e não fazer um passeio de bicicleta é mil vezes mais grave do que não subir na Torre Eiffel.

Não sei se é a adrenalina, a endorfina, ou a mistura explosiva disso tudo com o monóxido de carbono. Andar de vélo em Paris está entre as coisas mais legais do mundo.

Tem gente que é tão chique que tem um apartamento de férias no Rio. Tem gente que é tão bacana que tem um guarda-roupa alternativo na cidade de campo. Você, meu bem, é um luxo: você tem uma bicicleta te esperando em Paris! Já pensou?

Alguém aí quer um guia com itinerários e dicas? Ça vous dit?

17 comentários:

Anônimo disse...

Eu quero!

Beijo, Mauricio
mauriciocamara2004@yahoo.com.br

Anônimo disse...

Carol, a gente andou todo o tempo de Velib aí e foi linnnndo de morrer. Aqui em Buenos Aires também há umas bicicletas para alugar e nós temos duas bikes. Todos os amigos que nos visitam dizem que os passeios mais bacanas sao os que a gente faz de bicicleta. É uma alegria. É como voltar a infancia! Beijos, queridona.
Gisele Teixeira
giseleteixeira.wordpress.com

Anônimo disse...

Mais lindo que isso, só Versailles de bicicleta!
Beijo,
Alécia

Anônimo disse...

Eu também quero!

Juliana: jnunesrodrigues@yahoo.com.br

Anônimo disse...

Regarde ça:

http://www.leblogdelamechante.fr/

Gros bisous.

Anônimo disse...

Adoraria receber seu guia com itinerários e dicas...Em 2012, essa será uma das minhas metas: conhecer Paris. E, como vc mesma disse, "ir a Paris e não fazer um passeio de bicicleta é mil vezes mais grave do que não subir na Torre Eiffel", ficarei aguardando seu retorno para não cometer este deslize...
Obrigada!!!!
Chêros
P.S. resposta para titamoura@hotmail.com

Anônimo disse...

Nossa! Acredita que ainda não fiz isso! E meu tempo se esgota...Manda pra mim tb Carol? Bj Emiliana
emilianaabrao@uol.com.br

Carol Nogueira disse...

Pessoal, brigada pelos emails fofos, mas eu planejo fazer um post sobre o assunto. Beleza?
Et oui, j'ai bien vu le tuto du blog de Eleonore Bridge! Pra quem quer aprender a fazer o coque desgrenhado, olha o link completo:
http://www.leblogdelamechante.fr/blog-mode/chignon-tuto-video/

Lanna valle disse...

Carolina por favor, eu quero! Obrigada! lanaamaria@yahoo.om.br

Carmen Moraes disse...

Oi, Carol

Estou quase chegando e adoraria receber seu guia de itinerários também.
Um beijo

Carmen Moraes
ctmoraes@uol.com.br

Andréa disse...

Eu também faço parte do clube dos que têm medo, estão destreinados...

Mas como ainda vou superar (espero!) a paranóia, me inclua, please: agsvia@yahoo.com.br

Bjos

Thales disse...

Olá Carol! Parabéns pelo blogs, suas ideias e 'viagens' são inspiradoras!

Vou visitar a cidade-luz ano que vem, e gostaria de receber seus roteiros para vélib!

Muito obrigado! Thales

Thales disse...

esqueci de colocar meu email: biagionitadu@hotmail.com

Camilinha disse...

Opa, aproveite para andar bastante...
Se vc vai voltar, aqui o negócio é feio para bikes... Se vc não é atropelada, é roubada... Já tive duas bikes tiradas de mim... A gente fica traumatizada, e meu filho só anda de bike no condomínio...Uma pena!

Mariana disse...

Assino embaixo Carol!! Sempre adorei bicicleta mas so virei ciclista mesmo aqui!!! sem duvida é uma das coisas que mais gosto em Paris (na França même): bicicleta é meio de transporte de verdade! Eu ja realizei meu sonho de ciclista e adquiri a minha, com cadeirinha pra petite e tudo! Amo minha bike parisiense!
bjus!

Natália disse...

Caaara, me sentiria uber chic andando de bicicleta em Paris. Muitos filmes mostram isso :) fora que é mais econômico e ecologicamente correto, né? :)

Eleonora disse...

Oi Carol! Também fiquei interessada no guia... O post que vc escreveu veio só com dicas, mas sem itinerário. Um abraço, Eleonora (a que não sabe fazer coque desgrenhado).