segunda-feira, setembro 07, 2009

O foragido e o cúmplice

Desde que lemos juntos o livrinho sobre a maternelle que eles já sabiam: cada um terá sua salinha diferente. No começo pareciam um pouco surpresos, mas logo a ideia passou a parecer mais normal para eles do que é para mim escrever ideia sem acento.

Quando chegou o grande dia, nos reunimos no pátio da escola para as despedidas, que funcionaram exatamente como o ensaiado. Tchau, Juju, disse o Pepê. Tchau, Pepê, disse o Juju. Fiquei surpreendida e feliz.

Desfalcada do reforço paterno na hora de buscá-los, passei a planejar a logística ideal. Se chego com o Pepê na sala do Juju ele pode ficar com a impressão de que passei a manhã com o irmão – ou vice-versa. Cálculos, preocupações e hipóteses me permitiram criar a elaborada regra da alternância: pego primeiro quem deixei primeiro.

Que, claro, não foi colocada em prática assim de cara. Porque eles resolveram de outro jeito.

Chego na sala do Juju e lá estão. Os dois. Lado a lado.

Ué, o que houve?, pergunto. Olha, francamente, eu não sei, responde a tia. Eles voltaram do recreio agora há pouco, a gente ainda não sabe muito bem quem é de qual sala, e quando eu vi o Pedro estava aqui.

E quando eu vi, os dois passaram por cima de todo o meu cálculo, de toda a rígida organização escolar francesa e estavam lá: Juju tomando conta do casaco do Pepê, Pepê segurando o carrinho do irmão.

17 comentários:

Anônimo disse...

fofos!!! :) - e cada foto nova eu me derreto mais um pouquinho. manda umas de presente de aniver, manda!? ;-)) beijões, sá.

deborah_nogueiraa disse...

é coisa de irmão! se eu pudesse ia fazer igualzinho e ir correndo pra biblioteca de paris hihi

Maíra Brito disse...

filhos são surpresas permamentes.
q bom, né?
=)

bjossss

Mariana disse...

hehe...meninos espertinhos hein? viva a contravenção!! so um toque: professora sim, tia não...
bjus pra vc e seus meninos fofos!!!

Felipe Martins disse...

Se fosse na minha época, eu e meu irmão teríamos saído na porrada, como sempre fazíamos, e estaríamos com ódio por estar perto um do outro. E coma s professoras envergonhadas por nada poderem fazer...

luci disse...

ppff... meu irmão foi o responsavel pelos meus grandes traumas de colegio. não, não foi nenhum ze joão ou maria catarina com o dobro do meu tamanho. foi o meu proprio irmão que me colocou todos os apelidos e que foi o responsavel por todos os meus choros na escola. o que me faz achar que se eu vir que meus filhos nao se amam muito, vão pra escolas diferentes. não sei. (bom, acho que eu tenhp um bocado de tempo pra pensar nisso...)

Renato disse...

Fiquei mais fã dois dois moleques. Se tivesse aí, os ensinava a dar cuecão nos francesinhos almofadinhas.

Gigi disse...

Carol, mas que filhotes mais lindos e carinhosos um com o outro! Me deu uma saudade das minhas irmãs...
bjos
Gi

Anônimo disse...

Pepê e Juju é isso aí irmão, vcs são d+, beijos para mamãe organizada dinda

Anônimo disse...

Carol,

Eles são uns fofos mesmo!
Ouvi uma vez a história de duas irmãs gêmeas idênticas que foram separadas de sala e a mãe combinou com as professoras que cada uma poderia ser identificada pelas sandálias, só não contavam que as menininhas trocariam as sandálias para mudar de sala quando tinham vontade. Imagine se o Juju e o Pepê fossem idênticos!Beijos, Ana Cris

Ana Chalub disse...

as crianças simplificam tudo. queriam ficar perto um do outro e foram pelo caminho mais fácil: se encontraram. às vezes, penso que nós, adultos, deveríamos conservar essa qualidade das crianças, de não complicar as coisas. porque pensamos na melhor maneira de dizer algo horrível sem magoar o outro, nos colocamos no lugar de todo mundo pra escolher o melhor momento, a melhor palavra. pra quê? pra sofrer em dobro e, no fim, a outra pessoa sofrer também...

Dante Accioly disse...

Jeitinho brasileiro... :) Beijo procês!

Avassaladora disse...

Olá, sou de Brasília e descobri seu blog pelo Grupo de Gestantes da Hidroginástica da Ana Flávia.
Adorei, vou visitar sempre!!!

clarice disse...

Oi, Carol! Sou a Clarice, mãe da Dora e antiga colega de hidroginástica, lembra? rs Quem indicou teu blog foi a Aline Alonso (mãe de gêmeos também), do mesmo grupo.

Estão lindos os dois!! Parabéns!! E parabéns pelo blog, o texto dos 3 anos em especial ficou lindo!

Pois é, minha pequena está agora com 2 anos e 8 meses, e também tem um espacinho virtual. Dê uma chegada depois: www.aventuradora.wordpress.com

Beijos!

Ps: você conhece a Denise do Zé Guilherme, mãe da Catarina?? Mundo pequeno... :)

Kia disse...

Lindo!
Simplesmente...irmãos.
Que eles cresçam sempre assim. Aqui em casa o lema sempre foi "um por todos e todos por um" Bjs

Ana Pereira disse...

ai q coisinha mais fofa essa historia carol!!!

Anônimo disse...

Coincidência vc escrever sobre isso, táva pra te falar... Quem foi que disse que irmãos da mesma série tem que ficar em salas diferentes??? Tá bom, sei que vc deve ter estudado o assunto, como ótima mãe que é... Mas juntando o comentário da Ana Chalub e do Dante, será que não dá pra deixá-los na mesma sala?... Principalmente depois dessa!...
Muito queridos, esses 2!
Bjo
Ju