quinta-feira, junho 17, 2010

A muito cara Lygia

Só quem se lembra disso e disso é que sabe o que essa foto aí em cima significa para mim.

Mandei minha monografia para a Lygia logo depois de terminar meu mestrado. Passei meses esperando um e-mail assinado por ela que certamente teria sido escrito por outra pessoa, tipo obrigada-pelo-seu-interesse ou algo que o valha. Só isso, acreditem, já teria me feito muito feliz.

No mês passado, quando recebi um aviso do carteiro para buscar uma encomenda na agência, tive certeza de que se tratava do talão de cheque que eu tinha comandado. Como coisas importantes sempre podem esperar, não passei para buscar. Dias depois toca o carteiro entregando o talão. Ué, e esse aviso para ir retirar na agência?, perguntei. É outra coisa, ele me garantiu. E eu corri para agência, sem conseguir imaginar nada.

O rapaz veio lá de dentro com um envelope pardo. Fui direto no carimbo da agência de correio brasileira, mas meu olho foi fisgado pelo timbre do envelope: Academia Brasileira de Letras. E à margem da máquina que vende selos, sentei e chorei.

Toda vida é feita de pequenos momentos mágicos. O meu mais recente foi ter recebido um abraço de amizade fraterna da Lygia.

19 comentários:

Alfredo Couto Rosa Lopes disse...

Que lindo! Eu também choraria.

déborah disse...

que emoção! que lindo!
eu também tô chorando!

Eliane disse...

é por essas e outras que eu e o Renato nos orgulhamos tanto de você...

Pri Sganzerla disse...

Que coisa mais linda! :-)

Leandro Wirz disse...

É isso, cara Carol, "a vida é feita de pequenos momentos mágicos". Parabéns, vc merece. Um beijo.

Emiliana disse...

Realmente emocionante....Parabéns Carol! Beijo

Anônimo disse...

Carolinda!
Faço coro na emoção....muito lindo.
Kia

Anônimo disse...

Definitivamente vc merece.

Nalva disse...

Puxa Carol
que bacana isso. Merecimentoseu,sem dúvida. Quase chorei também de emoçao, imaginando vc recebendo e lendo isso. Bjs Tia Nalva

Anônimo disse...

Parabens. Tambem fiquei emocionada. Bjs, Laura (Laura).

Juliana Lima disse...

Parabens. Penso muito no que na minha area (ciências politicas - relaçoes internacionais) chamamos de "rapport au terrain". Porque escolhi este tema, porque eu insisto ir la pro outro lado do mundo ficar meses conversando com pessoas estranhas tentando decifrar um pouquinho do mundinho delas... que me fala tanto do meu mundinho mesmo. Acho que você nao poderia ter reconhecimento melhor pelo seu trabalho? Ou poderia?! Quanta delicadeza! é de emocionar mesmo! Parabens!

Anônimo disse...

(acabei de pensar numa coisa: e agora, como você vai retribuir tanta gentileza? óh céus, que as pessoas doces tornam a vida da gente difícil de viver!!!) mais beijos, Sá.

Anônimo disse...

Carol, que lindo!! esse 25 de abril vai ficar na historia, ne? Ela e demais mesmo. Vc viu na tv ela falando do Saramago? Do humor dele..Tem gente que eh igual cisne, ne, sabe identificar e buscar o melhor de cada um..Parabens...Tia Geleia.

Bailarina disse...

E a sensação de receber uma coisa boa pelo correio, que a gente quase não tem mais??? Aposto que vc vai guardar até o envelope! Lindo! Merecido! Bjs

lucila disse...

Amiga linda,
que emoçao!!
fiquei tao feliz com esse "momento magico seu"! ... imaginei você abrindo e envelope pardo e descobrindo esse presente com tanto conteudo.
Você merece!
um beijo enooorrrme!
lucila

Sidnei Manoel Ferreira disse...

Prezada Carolina

Compactuo da mesma opinião das pessoas aqui exposto. Você mereceu essa distinção.

Afinal, você se dedicou de corpo e alma a este projeto. Uma verdadeira paixão.

E eu entendo isso, pois o trabalho que faço no blog tem o mesmo sentimento.

Parabéns, menina!

Um grande abraço!
Sidnei

Mara (NYC) disse...

Lindo, delicado e nobre! Coisa de poucos, para poucos... Parabéns!

Anônimo disse...

CAROL, TENHO CERTEZA MAIS CEDO DO QUE VC IMAGINA ESTARÁ NA ABL. É MUITO EMOCIANTE, PARABÉNS TIA ANGELA

Anônimo disse...

A primeira vez que eu li o le croissant o post do dia era aquele da Lygia. Corri para o vídeo e fiquei tão feliz, compartilhei um pouco sua alegria, porque ela é demais.
Desde então te leio sempre que posso, embora não comente nunca.
Mas hoje, vindo botar minha leitura em dia, não podia deixar de dizer que eu, que nem te conheço, fiquei emocionada de te ver objeto de tanta delicadeza.
Parabéns!
Anna Paula